segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Itália: os vinhos tops da Campania

Hoje vou falar um pouco dos vinhos da minha região, a Campania!
Para quem acha que já sou partidário falando da Itália em geral e que vou ser ainda mais sobre a minha terra específica, vou logo dizer que está...certo! Hehe, não, brincadeiras a parte, como vimos não sou eu a dizer que vinho da Campania é sinônimo de excelência, mas a crítica especializada inteira.

Inclusive me lembrei que a amiga Kátia, que trabalha como sommelier no Copacabana Palace (digo: o Copacabana Palace, não o boteco de esquina), recentemente me procurou para mais informações e dicas, pois o hotel estava pedindo maior conhecimento sobre vinhos da Campania já que a clientela está cada vez mais exigente (...olhem só: eu dando dicas para um sommelier de um dos mais importantes hotéis do mundo...! Estou começando a me achar...)

A Campania, no sul da península, espremida entre montes (muitos de origem vulcânica) e mar, produz vinhos fantásticos, cultuados por especialistas e entendedores, mas poucos conhecidos ao grande público. Isso porque nem todos são vinhos fáceis de beber, sendo um pouco mais tradicionais e austeros, que fogem um pouco da modernidade novomundista. Mas são os parceiros ideais de comida.

Os vinhos ícones da região são o Taurasi para os tintos e Fiano di Avellino e Greco di Tufo para os brancos (os três são DOCG).

O Taurasi é feito basicamente com uva aglianico, que é a uva mais importante e representativa do sul da Itália: é chamada de Nebbiolo do sul pela sua tanicidade e potência. É capaz de criar vinhos de grande complexidade e profundidade e de envelhecer por décadas.

O Fiano di Avellino, produzido com a uva homônima, é um branco fresco e de elegância ímpar, considerado por muitos experts um dos melhores brancos do mundo, frequentemente comparado aos Chablis.

O Greco di Tufo, também de vinhedo homônimo, já é um branco mais mineral, muito expressivo.

Além destes existem cerca de 20 DOC e 10 IGT da Campania, entre as mais apreciadas o Lacryma Christy, o Falerno del Massico e o Piedirosso (ou Palombina) que são vinhos tintos de grande estrutura, balsâmicos e com especiarias.

Já têm brancos muito aromáticos e agradáveis como o Falanghina, o Coda di Volpe e Greco, que também são usados para espumantes.

Isto por linhas gerais e somente para citar os mais importantes, mas como disse, a produção de vinhos campanos é bastante relevante e não cabe certamente em um post.

Melhores produtores e vinhos top:

- Mastroberardino: é sem dúvida o maior produtor, a sua linha Radici é referência no mundo inteiro para brancos e tintos.
- Salvatore Molettieri: o seu Taurasi Cinque Querce foi considerado pelo guia Gambero Rosso não somente o melhor da região, mas o melhor tinto da Itália.
- Clelia Romano: não tem Fiano de Avellino de igual expressão, parece a Borgonha mudada para o sul da Itália. Simplesmente fantástico.
- Villa Matilde: o seu Falerno del Mássico é considerado um dos melhores tintos italianos pela Wine Spectator.
- Montevetrano: este é o vinho mais moderno da região, em estilo supertoscano (um supercampano!). Inimitável blend de Cabernet Sauvignon, Merlot e Aglianico. Extraordinário.




12 comentários:

  1. Muito bom! O Taurasi (uva nebbiolo do sul) é inesquecivel !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc gosta! Obrigado pelo seu comentario

      Excluir
  2. Caros amigos,

    Gostaria de saber um pouco mais sobre os vinhos produzidos na CANTINE TERRANERA.

    Grato
    Aislan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aislan, sinceramente nao posso te dizer muita coisa sobre esta vinícola pois só tenho provado 2 vinhos dela, ambos brancos: o Falanghina Campi Flegrei e o Fiano di Avellino. São 2 vinhos bem feitos, com uma conotação mais comercial. A vinícola passou por uma reformulação recente visando mercados internacionais e certamente são vinhos um pouco mais modernos do que os demais da região.
      Obrigado pela sua visita.

      Excluir
  3. Olá
    Parabéns pelo Blog, seja pelo conteúdo, quanto pela forma.
    Sou apenas um Enófilo, fâ dos vinhos Italianos, especialmente os da região da Campânia. O primeiro vinho da região que conheci foi o Falerno Del Massico de Villa Matilde Rosso e depois vieram o Camarato e o Cecubo-safra 2007 (Amo esta safra, mas tenho apenas um em estoque e é dificílimo conseguir novas garrafas. Recentemente passei a apreciar os Taurasi do Mastroberardino- destaque para os Riserva.
    Gostaria de saber se o Terra di Lavoro - da Galardi é da região de Campânia, pois tem características do Cecubo e o acho fantástico, principalmente oa da safra 2007 e 2010.
    Grande abraço e votos de um ano novo cheio de boas coisas e com saúde plena.

    Wellington do Carmo
    Belo Horizonte/MG.

    ResponderExcluir
  4. Olà Wellington,
    Muito obrigado pelo seu gentil comentário. Fico feliz que você goste dos vinhos da Campania, nao é algo bem comum (pelo visto você deve ser mais que enofilo: um verdadeiro "connoisseur"). Se ainda nao viu, escrevi um post sobre Villa Matilde (veja neste link: http://mondovinho.blogspot.it/2012/12/villa-matilde-por-que-nao-fui-antes.html ).
    Acertou em pleno, parabéns, o Terra di Lavoro fica na Campania, nao distante da propria Villa Matilde.
    Neste momento estou escrevendo da Campania mesmo, onde estou selecionando umas vinícolas diferentes para propor ao mercado brasileiro.
    Obrigado pela leitura, grande abraço e um fantástico 2016 para você|

    ResponderExcluir
  5. Voce sabe informar sobre pequenas fazendas vinicolas com hospedagem nessa area?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele, todas as vinícolas oferecem visitação e degustação e muitas delas tem restaurante próprio; mas quanto a hospedagem que eu conheço posso indicar o lindo resort do Mastroberardino (http://www.mastroberardino.com/en/radici-resort/) e o hotel fazenda de Villa Matilde (http://www.villamatilde.it/en/agriturismo/locanda-del-falerno).
      Obrigado pela visita

      Excluir
  6. Poderiam indicar alguma vinícula com hotel ou hospedagem (dentro dela) para um casal em Lua de mel na Região de Campania ou lazio.
    Iremos em Junho/17.
    Desde já agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, obrigado pelo contato. No caso vale a mesma coisa que disse para a Gisele no comentário acima.
      Dê uma olhada também a Castello Ducale e Terre del Principe.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  7. BOA NOITE! Vou agora em Junho para a costa amalfitana e tenho interesse em conhecer pelo menos duas ou trÊs vinicolas. Uma seria, sem dúvida, a Mastroberardino. Porém tive interesse de conhecer a Feudi Di San Gregorio e fazer a degustação com almoço ( o restaurante é uma estrela michelin). VocÊ teria outra dica?

    ResponderExcluir
  8. Olá! Você escolheu as 2 tops da região em sentido de experiencia como tudo (qualidade dos vinhos x visita/almoço). Outras tem vinhos fantásticos mas estrutura receptiva não a mesma altura, ou vice-versa. Um meio termo interessante pode ser este, confira o link:
    http://mondovinho.blogspot.com.br/2012/12/villa-matilde-por-que-nao-fui-antes.html
    Vale a pena parar para o almoço: diferente do Marennà do Feudi (mantem sua estrela michelin desde 2009) que aposta em culinária contemporânea, aqui a comida é mais tradicional, com um toque caseiro, mas muito boa também.
    Espero ter ajudado

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...