sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Grande notícia: Mrs. Robinson descobre o tonel grande

Contra-ordem companheiros! A barrique está fora de moda. É a Jancis Robinson, nas páginas do Financial Times que anuncia “o verbo”: as pequenas barricas (de 225 e 228 litros, que concentram os aromas e sabores de madeira), já tiveram seu dia.
 
Mrs. Robinson descreve uma tendência em ato na França e na Itália onde estão se usando barricas sempre maiores, a partir de 500 litros. Isso é também por motivos econômicos, mas, como a própria Jancis afirma, o vinho maturado em grandes tonéis é mais “refinado e preciso”.

A famosa Máster of Wine inglês chegou a esta conclusão depois de ter experimentado na Itália um mesmo Sangiovese maturado em barricas de diferente tamanho.

Finalmente uma boa notícia. Há 30 anos a crítica internacional premia somente vinhos lenhosos, com pesado gosto de madeira: Mrs Robinson and friends (leia-se Parker, Suckling, Clarke, etc) até agora impuseram os próprios gostos pessoais ao mercado. Agora parecem estar colocando devagar a marcha ré, pela minha felicidade.

Seja claro: eu gosto de vinhos estruturados com boa madeira, mas tem vários exageros. Ademais um grande vinho não deve obrigatoriamente ter muita madeira. Tem uma enorme variedade de grandes vinhos com breve passagem em carvalho, ou sem madeira alguma.

A coisa interessante é que as dúvidas a respeito de uns excessos estão já se difundindo entre os enófilos, e quem bebe por paixão está dando devagar as costas aos conselhos dos experts, começando a seguir o próprio gosto.

Isso se deve também graças a internet, aos sites independentes, a redes sociais e aos blogs (como este que umas vezes vai contracorrente), que originam o diálogo e a comparação entre os enófilos, ativando e refinando os gostos pessoais através de troca de opiniões desinteressadas, somente pelo mero prazer de aproveitar um belo copo do nosso amado caldo de uva.

E às vezes descobrimos que uma modesta dica de um Mario Trano qualquer, vale, por alguns consumidores, mais que uma do Parker (com minha grande honra e orgulho).

É isso aí, pela primeira vez Robinson & Cia perseguem os gostos do público ao invés de ditar moda.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...