segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Este vinho merece um monumento

Na Itália existem pelo menos 6 guias reconhecidos, que dão votos aos melhores vinhos do ano e, como é de se esperar, se encontram opiniões bastante contrastantes, pois obviamente, cada crítico tem os próprios gostos e métodos de avaliação.

Mas parece que tem um único vinho que colocou a crítica de acordo, pois está no topo de todas as classificações: o Taurasi Radici Riserva 2004 Mastroberardino.

Pois é, um vinho da Campania bateu a concorrência de Brunellos e Barolos cotados na Bolsa de Nova York.

Esta notícia me enche de orgulho, primeiro porque é da minha região de origem, segundo porque sempre foi um dos meus vinhos preferidos: modestamente eu o bebia bem antes que o Mastroberardino se tornasse o fenômeno mundial que é agora (quando ainda morava na Itália) e fico feliz em saber que o meu gosto coincide com os dos maiores críticos do planeta.

Inclusive o bebi desta safra e por quanto esteja ainda um pouco fechadinho ele é pronto para tomar agora ou daqui a 30 anos

É um varietal 100% de Aglianico, maturado por 30 meses em barricas de carvalho e afinado 18 meses em garrafa antes de ser comercializado.

Tem um complexo bouquet de aromas de frutas negras, tabaco e violeta. Quanto ao sabor tem retrogosto de ameixas, compota de morango, cereja e pimenta.
Encorpado, de grande volume e profundidade, com taninos presentes, mas finíssimos e boa acidez. Perfeito com pratos de carnes.

Ah, falei da crítica italiana, mas esqueci de citar o nosso amigo Parker, que senão fica chateado...este não é o estilo de vinho que o Robertinho prefere, mesmo assim lhe deu 95+.

É um pouco caro, mas vale cada centavo.

Um tinto monumental.

Voto gringo: 9 ½

Vinho: Taurasi Radici Riserva
Safra: 2004
Produtor: Mastroberardino
País: Itália
Região: Campania
Uvas:100% Aglianico
Teor Alcoólico: 13%
Importadora: Mistral
Custo médio: R$ 190,00

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...