sexta-feira, 11 de junho de 2010

Bafana Bafana!

Hoje começa a Copa do mundo de futebol: já falei de uns vinhos sul-africanos que caem muito bem acompanhando as partidas (e com o risco de ser pouco original vai ter mais dicas ainda ao longo dos jogos), mas para os sortudos que terão a oportunidade de viajar para África do Sul lá vai às dicas de região vinícolas e relativas castas de uvas.

A África do Sul é um lugar ideal para a produção de vinho: sol, clima mediterrâneo e solo fértil. Ano após ano cresce a quota de mercado global deste País, cuja viticultura é a mais antiga entre os Países do Novo Mundo. Os vinhos sul-africanos sofreram com muitos preconceitos na época do apartheid e foi somente graças a Nelson Mandela que começaram a ser apreciados no mundo inteiro; e hoje estão entre os mais consumidos, sobretudo nos Estados Unidos.

Basicamente a produção se divide em quatro regiões vinícolas:

- Stellenbosch, com suas 106 vinícolas e o Festival do Vinho, que se realizará nos dias 1-5 de Julho, em juntamente à Copa do Mundo.

- Franschhoek e suas variedades francesas: Sauvignon Blanc, Chardonnay, Chenin Blanc e Semillon.

- Paarl, situada na Rota dos Vinhos da Província do Cabo, e suas vinhas de Shiraz.

- Wellington, na Wellington Route, outra rota para se percorrer de bicicleta aonde as vinícolas seguem uma ao lado da outra em um território do clima particularmente quente: os resultados são vinhos muito frutados, para ser harmonizar com pratos rigorosamente locais.

BOA VIAGEM, BOA COPA E BOAS BEBIDAS!



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...