domingo, 30 de janeiro de 2011

Borgonha estragado...ninguém merece!

Este vinho tinha tudo para ser um companheiro agradável do meu almoço: casta “nobre” (Pinot Noir), região badalada (Borgonha), produtor reconhecido (Chanson Pére & Fils, desde 1750), terroir selecionado (Côte de Beaune) e inclusive no corte entravam parcelas de uvas dos melhores 1er e grand cru da vinícola.

Mas (por que tem que ter sempre um mas?) não deu certo. O fatídico bouchonée estava à espreita.

O aroma ainda não estava totalmente prejudicado, lá no fundo dava para perceber algo mineral e uma fruta (bem de longe!), mas, mesmo leve, o inconfundível cheiro de rolha mofada era bem percebível. Pronto. Já sabia que tinha perdido o vinho.

Fiz a prova gustativa, justo para “esporte”, sem nenhuma esperança, e de fato o vinho já era.

Eu e minha apologia da rolha de cortiça...Viva o screw-cap!

Não, estou brincando, isso faz parte, mas realmente acontece muito raramente. A última vez que aconteceu comigo deve ter sido há mais de 10 anos atrás, e considerando que bebo vinho quase todo dia, diria que a média é aceitável.

Então continuo com a mesma opinião (preferindo a cortiça).

E você? Já aconteceu com uma das suas garrafas?

Relate aqui a sua experiência.

Voto gringo: – sem nota

Vinho: Le Bourgogne – Pinot Noir
Safra: 2007 
Produtor: Chanson Pére & Fils
País: França
Região: Borgonha
Uvas: Pinot Noir (100%)
Teor Alcoólico: 12,5%
Importadora: Vinci Vinhos
Custo médio: R$ 80,00

4 comentários:

  1. Meus pêsames, mas a vida continua...
    Em dois anos de vinho nunca tive o desgosto de conhecer a cara feiosa do TCA. Mas é melhor nem falar nisso...

    ResponderExcluir
  2. Fábio, na hora não tem como não ficar chateado, mas, como disse, faz parte. Que nem furar pneu do carro...! :-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Isso realmente estraga o dia ou a refeição de qualquer um!

    Comigo aconteceu com um vinho que ganhei... pelo menos não gastei e ainda bem que era um vinho chileno se não me engano e sem muita expressão.

    Eu fico muito chateado quando isso acontece, e posso dizer que foi uma vez em mais de 10 anos, mas também não tomo tanto vinho quanto você, mas compactuo da mesma opnião o charme da cortiça não substitui a minha apreciação por ela, mesmo com a praticidade que o ScrewCap possui.

    No dia do bouchonée, não tive dúvida e fiz uma bela compensação, deixei os chilenos de lado e abri um vinho da Bodega Zapata!

    Saúde!

    Baruki.

    ResponderExcluir
  4. É isso ai, Baruki!
    Muito obrigado pelo seu testemunho.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...