quinta-feira, 31 de março de 2011

E se eu lhe dissesse que um vinho em tetrapack ganhou duas medalhas de ouro?

Pois é, meus nobres camaradas. A notícia é daquelas que nos deixam pensar e reavaliar os nossos hábitos, consumos e preconceitos em relação ao vinho (preconceitos que eu mesmo admito ter em quantidade). O Cabernet Sauvignon da californiana Calnaturale ganhou duas medalhas de ouro em duas competições enológicas. Ele é produzido em Paso Robles, região de bastante prestígio, e, detalhe, trata-se de vinho orgânico. Dupla atenção ao meio ambiente e às uvas.

Agora, como disse, eu sou bastante tradicionalista e dificilmente me verão beber vinho de uma caixa de papelão, mas tentando deixar de lado o preconceito: o vinho é ecológico, econômico e de qualidade.

Então a provocação do dia é: why not?

Afinal nós tradicionalistas acabamos aceitando o screw-cap (rosca de rolha), outros querem vinho em garrafa PET, por que não aceitar vinho em tetrapack?
Deixe a sua opinião.

P.S.  pelo que eu li, o Tetrapack, por quanto reciclável, parece menos reciclável do que o vidro, e o processo ser mais caro. Não tenho certeza sobre isso e peço a ajuda de vocês, meus leitores competentes.
De qualquer forma a provocação continua de pe.

11 comentários:

  1. Por aqui ainda não recebi nenhum coméntario, mas a discussão está animada no Facebook (copio abaixo os comentários dos amigos. De a sua opinião também, o assunto é interessante:

    •Karina Zilio: Hehe... mas vms combinar que o romantismo passa longe num vinho de caixinha, ne?!
    há 14 horas • Curtir

    Mondo Vinho: Concordo com vc Karina, mas este é claramente um vinho para o dia a dia. E com o dinheiro economizado diariamente vai poder gastar mais em uma boa garrafa de vidro para as ocasiões românticas. Não é?
    há 13 horas • Curtir • 1 pessoa

    Karina Zilio: Eh sim! Prefiro uma garrafa de vidro e mto romantismo! Rsss ; )
    há 13 horas • Curtir

    Leonor Batista: Sem preconceito nenhum, mas, a preferência continua sendo a garrafa.
    há 7 horas • Curtir

    Denys Roman: O avanço de rolhas sintéticas, screw cap, bag in box, tetrapack pode ser bem interessante para os vinhos de dia a dia como você bem frisou. Vale lembrar que estão surgindo produtos de melhor qualidade nestas embalagens alternativas.
    há 6 horas • Curtir

    Denys Roman: O preconceito é enorme ainda, outro dia fiz uma degustação às cegas com um Tannat bag in box e outros rótulos na faixa de 70,00. O bag se saiu bem ficou em 3º dos 6 vinhos degustados, detalhe eram 3 litros por R$ 50,00 - ou seja, para o dia a dia e para o serviço de taça é a melhor opção. Obviamente para um jantar a meia luz, com piano no fundo não vale tirar um bag e colocar em cima da mesa.
    há 6 horas • Curtir

    Mondo Vinho Denys vc disse tudo! Obrigado por contar a sua experiência. Apareça também no blog de vez em quando! Gostaria muito de ler os seus comentários sempre competentes diretamente no Mondovinho. Obrigado!
    há ± 1 hora • Curtir • 1 pessoa

    Gil Vesolli:
    Depois de tanto tempo em contato com o vinho percebo que a "alegação" de que o romantismo passa longe das embalagens alternativas não faz sentido. O romantismo passa longe da maioria das vinícolas, pra começar.
    E se levássemos tão a sério as tradições estaríamos bebendo vinho de ânforas até hoje, e talvez o serviríamos diretamente de um saco de bode, eca! Imagina os aromas!
    há 9 minutos • Curtir

    Mondo Vinho: Sem dúvida Gil! De fato o vinho tem certamente mais apelo e encanto para nós consumidores que para a maioria dos consumidores, que visam exclusivamente o lucro. Então podemos por uma vez visar o nosso bolso também, não é?
    alguns segundos atrás • Curtir

    ResponderExcluir
  2. Mario, sou totalmente contra do uso desta tal de tetrapack. Acho que quebra todoo encanto, o ritual do vinho!

    Abs e saúde
    www.vivendoavida.net
    Silvestre

    ResponderExcluir
  3. Silvestre, obrigado pela sua valiosa opinião. Eu concordo com você, como inclusive escrevi no blog. Mas, ai a provocação: se começássemos a esquecer do ritual e do encanto e considerar o vinho simplesmente como um complemento alimentar? Talvez acabasse também a exploração e a concepção que vinho é algo exclusivo para ricos e nos continuaremos a tomar bom vinhos (mesmo em tetrapack) custando muito meno...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. A embalagem Tetrapack é mais cara para reciclar, sim, porque contém diversas camadas de materiais grudados uns nos outros e difíceis de separar. Na maioria das vezes não se recicla esse tipo de embalagem. Esse é um baita ponto desfavorável, na minha opinião. Mas há tanto desperdício de tanto tipo de material durante todo o processo de fabrico do vinho (A Jancis Robinsson, se não me engano, falou em 10 litros de água para cada litro de vinho) que esse é apenas mais um. Particularmente, acharia o máximo andar um pouco com uma garrafa na mão para buscar o vinho num armazém qualquer. E adoraria receber leite de verdade entregue em garrafas todos os dias na porta de casa...

    ResponderExcluir
  5. Gil, obrigado pela sua contribuição.
    Gostei do seu paralelismo: também gostaria de leite em garrafas de vidro, muito mais charmoso e elegante!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Mario nem tanto a terra nem tanto ao mar. Jamais poria um vinho de alta qualidade nestas caixas funerárias. Quem sabe um Aglianico de Taurasi nela? Por outro lado um vinho diário servido em casas ou em pequenos restaurantes é ótimo.

    O Face anda animado, hein?

    Por fim qual a grafia certa Cinqueterre ou Cinque Terre já via as duas.

    Dá uma olhada no post http://wp.me/pPKW2-zk Mario o teus país é lindo demais

    Um abraço www.alemdovinho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Peter,
    Era curioso de saber a sua opinião e mais uma vez não tenho como discordar de você. Acertou na mosca o espírito: a caixinha para os nossos malbecs e cabernet do dia a dia e uma bonita garrafa para os Brunellos, Barolos & Cia.

    Você me antecipou! Eu estava justo escrevendo uma pequena matéria sobre um vinho de Cinque Terre (o correto é escrever separado) que adoro! Logo logo no MondoVinho.

    Obrigado mais uma vez por visitar e comentar.

    Grande abraço, meu amigo!

    ResponderExcluir
  8. Não faço um comentário e sim uma pergunta: Como vou colocar uma caixa de papelão em minha adega? E devo usar uma taça ou um copo de requeijão?

    ResponderExcluir
  9. Ehehe, ótima pergunta, meu caro/a...gostaria que tivesse colocado o nome.
    De qualquer forma estas caixinhas têm a mesma largura e espessura de uma de suco de fruta, então cabem tranquilamente em qualquer adega. Já as maiores podem ser colocadas na cesta inferior que qualquer adega acomoda.
    Quanto ao copo, aquela mesma taça de cristal alemão ideal para os vinhos importantes serve também aqui.
    Obrigado por visitar e comentar!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Experimentei em Nevada e na Califórnia onde é amplamente comercializado. Excelentes vinhos, ali na gôndola do mercado, na loja de conveniência, na deli, nas farmácias...preço super acessível. Quer ser romântico? Basta investir num belo decanter e taças de cristal e ser feliz! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem colocado! Obrigado pelo seu relato

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...