segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Cansado do vinho? Eis 9 remédios para re-acender a flama e sair da mesmice

Um artigo do Washington Post intitulado “Cansado do vinho? Sirva-se novos hábitos” levantou um assunto bem interessante. Pode realmente acontecer, sobretudo para o consumidor que não sai dos mesmos rótulos preferidos, mas também para qualquer um, que num determinado momento a nossa amada bebida possa nos entediar ou não causar o mesmo interesse inicial. Como qualquer relacionamento, se não for bem cultivado, a paixão pelo vinho pode esfriar e o amor enfraquecer. Antes de ter uma D.R. pesada e chegar a separação, veja aqui como re-acender a flama e manter uma relação saudável.

1. Peça para o seu vendedor te surpreender.
Esta dica pode ser boa para o consumidor americano, mas devo tristemente admitir que aqui no Brasil a média dos vendedores de vinhos mal sabem o que estão vendendo. Por outro lado, embora em minoria, existem sim profissionais bem preparados que podem te orientar com propostas diferentes para sair da mesmice.

2. Frequente degustações e eventos de vinhos.
Muitas lojas oferecem degustações durante a semana. E os eventos de importadoras e distribuidoras são inúmeros. Alguns gratuitos, outros pagos, a dica é: vá! Só assim vai poder experimentar de uma vez novos rótulos e ainda interagir com os outros participantes. Note: desta forma conheci alguns dos melhores vinhos e alguns dos meus melhores amigos.

3. Se gostou daquele vinho importado, anote o nome da importadora/distribuidora.
Claro que o sistema não é infalível, mas de maneira geral o importador aplica um mesmo critério de escolha para toda a linha de produtos. Portanto se gostou de um vinho dele, é bem provável que goste de outro também. O mesmo discurso pode ser estendido para o distribuidor e até para algumas lojas.

4. Vá para jantares harmonizados.
Muitos restaurantes e lojas, em colaboração com vinícolas, importadoras e distribuidoras, propõem cardápios especiais que combinam com vinhos específicos de uma vinícola (ou de uma linha de distribuição). É uma ótima forma para testar o vinho com comida e também de conhecer mais a fundo o produto e as vinícolas.
*Bônus: normalmente este tipo de jantar sai mais barato que um normal jantar no mesmo local, portanto serve também como pretexto perfeito para sair de casa, passar uma noite diferente, jantar bem e beber bem e ainda sair mais “instruído” sobre o assunto.

5. Encontre enófilos como você e crie sua própria “confraria”.
Agrupar uns adeptos a bebida de Baco é forma de convívio muito alegre e saudável. Em cada encontro um tema de degustação diferente: por Países, regiões, uvas, denominações, preços, às cegas, as claras, enfim as variáveis são praticamente infinitas, é só começar e se divertir. Eu fundei minha própria confraria com 5 pessoas. Hoje somos mais de 20 e os nossos encontros são sempre estimulantes e divertidos.

6. Beba menos, beba melhor.
Se você tem um orçamento pré-estabelecido para gastar com vinhos, reduza a quantidade e eleve a qualidade. Se nunca provou, escolha entre um grande Borgonha ou um cru de Bordeaux, um Barolo, um Amarone, um Brunello, um Chateauneuf-du-Pape, um Hermitage, um clássico de Rioja envelhecido, um supertoscano top... Não necessariamente a experiência condiz com os altos preços cobrados, mas certamente é algo diferente e enriquecedor para o seu palato.

7. Prove os tais dos vinhos “naturais”.
Não precisam ser biodinâmicos, mas o cultivo orgânico e uma vinificação com menor química artificial costuma dar resultados bem diferentes. Para falar a verdade nem todo mundo gosta, pois alguns vinhos chegam a ter uns aromas até desagradáveis e sabor pouco comum, mas tem bons produtores que conseguem belos vinhos “naturais” gostosos e perfumados também. De qualquer forma são vinhos diferenciados.

8. Experimente uns rótulos exóticos. 
Se a sua loja não estiver a altura, a rede está repleta de vinhos exóticos. Da Tunísia para a ilha de Córsega, do Libano ao Peru, de Marrocos para o leste europeu, a variedade de rótulos de diferente procedência disponíveis no Brasil é notável. É só googlear.

9. Se nenhuma das dicas te ajudou, então dê uma pausa e tome uma cerveja. Possivelmente daquelas em lata bem populares: aí a vontade de voltar a tomar vinho é automática e imediata.

A Monica de "Friends" também cansada do vinho, só porque não leu estas dicas ;-)

2 comentários:

  1. Grande Mario!
    Mais um artigo divertido e útil! Eu sigo várias destas dicas. Só a primeira que é mesmo complicada. Pedir para um vendedor nos surpreender pode ser perigoso... rsrs. Mas de vez em quando, um consegue. E aí, é legal.
    Abraços,
    Flavio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Flavio! Obrigado, que bom que gostou! Obvio que você ja conhecia e segue estas dicas, tenho certeza que tem ate alguma a mais. Mas realmente a primeira e algo bem difícil...rsrsr
      Forte abraço, meu amigo!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...