terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Esta não é uma normal cartinha para o Papai Noel

Caro Papai Noel,
Neste ano fui realmente bonzinho e comportadinho. 
Bebi com consciência e sensibilidade. Nunca dirigi depois de ter bebido e tentei ficar sempre lúcido e presente, mesmo quando a quantidade de vinhos provados desafiou o funcionamento do meu fígado.
Harmonizei peixe com branco e carne com tinto. Mantive o tanino longe de comida com tendência amarga. Fiquei atento a não julgar um vinho somente pelas qualidades organolépticas. Participei de eventos e feiras tentando escolher na base do vinho e não na base da hostess. Li muito e estudei muito.
Enfim, caro o meu bom velhinho, acho que mereço mesmo um belo presentinho.
Esperando que a crise econômica não chegou até a Lapónia, segue a minha Top 10 list dos desejos. Sei que nesta idade a vista pode não ser das melhores, então anexo também às fotos, para você não se confundir.

1) Primitivo di Manduria ES (Gianfranco Fino): já o provei na safra de 2006 e estava espetacular, dizem que nas novas se superou.

2) Masseto (Ornellaia): para provar o único varietal 100% Merlot capaz de competir com o Petrus (talvez seja até melhor...)

3) Um qualquer dos 5 Premiers Grands Crus Classes de Bordeax ( Château Lafite Rothschild, Château Latour, Château Margaux, Château Haut-Brion,  Château Mouton Rothschild): só para constatar que, afinal das contas, não é isso tudo.

4) Viñedo Chadwick: para testar o sabor do vinho que derrotou os 5 acima.

5) Barbaresco Gaja: um must. Degustei o último na década passada. Obrigatório tomar pelo menos uma vez a cada 10 anos.
6) Meo-Camuzet Clos deVougeot: talvez a mais elegante representação deste Grand Cru.

7) Noemìa: Malbec da Patagônia argentina. Terroir diferente de Mendoza e projeto italiano (Cinzano). Não tem como dar errado.

8) Barolo Cascina Francia (Giacomo Conterno): o retrogosto mentolado e de alcaçuz fica horas na boca.

9) Clos Apalta (Casa Lapostolle): projeto francês no Chile, já é um clássico da América Latina

10) Brunello di Montalcino Case Basse Riserva (Gianfranco Soldera): talvez o melhor vinho que já provei na minha vida. Então por que não repetir a experiência?

Como você viu, caro PN, não é nada de particularmente extravagante e bastante “low profile”. Para ressaltar mais ainda a minha “humildade” vou deixar você escolher as safras, mas preferiria as de 5 estrelas...

Agradecendo desde já pela disponibilidade, fico no aguardo de seu retorno.
Atenciosamente,
Mario Trano

E agora é a vez de vocês escreverem as suas listas de desejos enófilos!

4 comentários:

  1. Boa tarde Mario, a sua lista esta excepcional. O nosso bom Papai Noel e um homem de muito bom coração, eu tenho certeza que ele ira lhe atender. So peço a ele que junto com a sua "pequena" lembrança de natal deixe uma observação:
    Que estas " lembranças" você tenha que oferecer algumas pequenas porções aos leitores do blog Mondovinho.
    Fico no aguardo do envio do seu endereço para não perder a partilha.
    Ass. Dimas

    ResponderExcluir
  2. Ehehe, caro Dimas, tomara que ele se lembre de mim mesmo. E se trouxer pelo menos um dos vinhos acima citados farei questão de compartilhá-lo! No caso, te aviso. rsrs
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Que post sensacional!!! kkkkk...
    Eu adorei! Texto super bem escrito, aliás, como sempre!
    Um grande beijo
    Evelyn

    ResponderExcluir
  4. Evelyn,
    Fico muito feliz com as suas palavras. Sabe, pra mim o esforço fica dobrado, pois o português não é o meu idioma de origem (moro no Brasil há menos de 5 anos) e sei que ainda tenho que melhorar muito sob o ponto de vista “literário”. Mas fico grato e lisonjeado pelo seu comentário e sobretudo por você acompanhar o blog.
    Um beijão!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...