quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Este vinho é pra ficar na memória

Já não é muito comum encontrar um varietal 100% Cabernet Franc, menos ainda se for da Itália. Pois bem, lá vamos nós com mais um supertoscano (desta vez não é “inho”, mas de grande estirpe mesmo). Quem acompanha estas humildes páginas sabe que sou suspeito em falar em Supertuscan, pois é um estilo que me agrada bastante. Mas este aí me conquistou totalmente, um vinho verdadeiramente cativante.
Le Macchiole, vinícola top do gênero, localizada em Bolgheri, melhor terroir na Itália para castas francesas, produz 5 vinhos, todos em puro estilo bordalês.
Este Paleo Rosso é da linha intermediária, mas, por admissão da mesma dona da vinícola Cinzia Campolmi, é o mais representativo da vinícola, e da sua visão e filosofia. Já chamado de “Cheval Blanc do Mediterrâneo”.
Decantei-o uma meia hora e os aromas se desprenderam ao redor! Sentado no sofá, conseguia perceber os perfumes do vinho na mesa: cassis, couro, charuto, café, hortelã, e um festival de fruta seca. Na boca é Bordeaux de primeira. É até potente, mas com uma elegância fora do comum. Profundo, aveludado, equilibrado entre álcool, acidez, madeira. Taninos numerosos e finíssimos. Longo final.
Da safra 2004, uma das melhores de sempre na Toscana, com estágio de 14 meses em barricas de carvalho francês, agüentava tranquilamente mais uns 15 anos. Sacrifiquei o moleque em plena adolescência, mas estava já espetacular.

Voto gringo: 9

P.S. o vinho foi gentilmente trazido diretamente da Itália pelo valente amigo Rodrigo, que agradeço novamente.

Vinho: Paleo Rosso  
Safra: 2004
Produtor: Le Macchiole
País: Itália
Região: Toscana
Uvas: Cabernet Franc (100%)
Teor Alcoólico: 14%
Importadora: Mistral
Custo médio: R$ 400,00

Notas: RP94; WS94

2 comentários:

  1. Adoro esse vinho!
    Luiz Cola
    www.vinhosemaisvinhos.com

    ResponderExcluir
  2. Que bom, Luiz! Então somos pelo menos em dois! ;-) rsrs
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...