quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Robert Parker: ESCÂNDALO! Descoberto o jogo..

Você quer que a Wine Advocate (Robert Parker e Cia.) visite a sua vinícola? No problem: basta pagar o cachê concordado e pronto. Se eu fosse um produtor aproveitaria agora, pois é época de saldos.
O escândalo foi descoberto pelo blogger americano Jim Budd, e envolve diretamente o Jay Miller, o colaborador de Parker que dá 90 pontos até para água com gás. Já no passado o Miller, que na WA cuida das avaliações de vinhos da América do Sul e Espanha, foi flagrado aceitando viagens e refeições grátis, mas desta vez o nosso gordinho foi além: ele ofereceu uma “breve visita” em algumas vinícolas na província de Madri para “metade do preço usual: U$27.000 + VAT (impostos)”. Ou seja, com regular recibo e taxas pagas. Quer dizer que não seria uma transação em baixo do pano, mas tudo limpo e transparente: um negócio oficial da Wine Advocate (como sempre?).
E cadê o tão famoso código ético do Parker? Ele sempre se vangloriou de sua independência, declarando com orgulho que nunca aceitou um centavo de nenhuma vinícola, que faz questão de escolher livremente os vinhos a serem avaliados e que ele os compra com o próprio dinheiro.
Ahi, ahi, caro Bobby, agora vai ter que explicar esta. Não para mim, que, como sabemos,  nunca te levei muito a sério, mas para seus inúmeros fãs no mundo inteiro. 
Nota: 0

6 comentários:

  1. Interessante o post, mas totalmente sem referências. Pode ser tudo verdade.. entretanto, como sabemos, fatos fora de contexto, ditos por outros ou mal escritos geram comentários mais estranhos ainda.

    No mundo dos negócios, quem quer mais atenção paga até a água com e sem gás. Afinal, se antes se vendia 10 e agora se vende 1000, alguém fez algo.. no mínimo bom (financeiramente). Informação e tempo valem ouro!

    Andre Antivilo

    ResponderExcluir
  2. Andre, muito obrigado pelo seu comentário.
    Na verdade as referencias existem, basta clicar nas palavras em vermelho do post para acessar às fontes. Em particular o do Jim Budd reporta as cartas do Jay Miller para as vinícolas na integra.

    Na verdade, nada que me surpreendeu particularmente, isso era mais que esperado, simplesmente poderia ser usada menos hipocrisia por respeito dos milhões de seguidores da "independência" da Wine Advocate.

    Obrigado pela sua visita!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mario,
    Você viu isso:
    http://www.drvino.com/2011/12/04/jay-miller-leaves-wine-advocate-robert-parker/

    Falamos

    Um abraço
    Ulf

    ResponderExcluir
  4. Oi Ulf, já estava sabendo e já postei um novo post com a continuação da polemica...confira: http://mondovinho.blogspot.com/2011/12/robert-parker-o-fim-do-escandalo-ou-nao.html
    O que vc acha?

    ResponderExcluir
  5. Bem, surpreso com o escândalo, porém, como iniciante no mundo do vinho, confesso que credito muito ao selo RP. Por outro lado, gostaria de uma indicação de como escolher meus vinhos sem cair nas armadilhas comerciais. Qual a melhor forma de um iniciante adquirir bons produtos sem seguir rotulações de "consultores independentes"? Agradeço desde já e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  6. Henrique, pelo visto, as armadilhas comerciais parecem ser justamente as do selo RP...Minha dica é ler bastante e de fontes diferentes, participar de degustações, comentar e compartilhar opiniões com outros amigos que gostam de vinho, mas sobretudo eu sugiro seguir o seu instinto, experimentando uns rótulos diferentes para definir e aprimorar o seu próprio gosto.
    E, obviamente, seguir as dicas totalmente independentes e desinteressadas do MondoVinho.
    Muito obrigado pela visita e pelo seu comentário.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...