domingo, 5 de junho de 2011

9 coisas para você saber sobre Merlot

Umas das coisas que aprendi sobre a uva Merlot é como reconhecê-la nos vinhedos: olhando a folha. Os 5 lobos sobrepostos e a cavidade arredondada na base de cada lobo. Inclusive os bem informados dizem que a folha lembra a cara de um monstro...é preciso um esforço de fantasia, mas sinceramente quando quero ver uma cara de monstro eu me olho no espelho.
Mas vamos à Merlot. Esta uva subiu uns maltratos e perdeu um pouco do seu brilho ao longo dos anos, mas é uma das castas mais importantes, e, por sinal, uma das minhas preferidas.

9 tópicos para você saber:

1) Passarinho
O nome deriva do francês merle, ou seja “melro”, uma raça de ave de plumagem preta. Muitos acreditam que a associação com o nome seja devida à cor escura da casta, outros já acham que esta uva de maturação precoce seja um doce alvo para estes tipos de pássaros.
2) Tudo em família
Faz parte da numerosa família de castas que se remetem às variedades de Bordeaux. Alguns pesquisadores acreditam ser “filha” da Cabernet Franc e irmã da Cabernet Sauvignon e da Carmenère.
3) Antiga e preeminente
A mais antiga menção conhecida de Merlot (escrita por uma autoridade local na região de Bordeaux) remonta a 1784. Até hoje continua sendo a variedade mais plantada em Bordeaux (mais de 50% do plantio total).
4) Da Califórnia a Nova Zelândia (passando pelo Brasil)
É produzida praticamente no mundo inteiro (a 5a mais plantada na Itália) e talvez seja a que melhor se adapta ao terroir brasileiro.
5) Proibida na própria França!
Depois de sofrer muitos problemas na década de 1950 com geadas e de 1960 com podridão, as autoridades francesas proibiram o plantio de merlot em Bordeaux entre 1970 e 1975. Graças a Deus esta decisão foi revogada em 1976.
6) Troca de identidade
Como vimos aqui, até 1994 a indústria chilena vendeu como Merlot uma grande quantidade de vinho feito de uva Carmenère
7) O Miles bebe Merlot
O filme Sideways contribuiu para a decadência da fama do Merlot, esmagando as vendas (sobretudo nos EUA), pois o personagem principal, o enófilo Miles fica denegrindo os vinhos feitos desta uva. A cena mais legal do filme é quando o sujeito bebe o seu precioso Cheval Blanc de 1961 em um copo descartável. Pois bem, o Cheval Blanc inclui cerca de 40% de Merlot (cortado com a Cabernet Franc).
8) Não é racista
É disponível também em versão “branco”. Na verdade o chamado de White Merlot (muito comum na Suíça e nos EUA) é mais um rosé muito claro, mais doce e leve, mais ou menos o que acontece com a White Zinfandel.
9) Par perfeito
É quase sempre companheira da Cabernet Sauvignon no mais famoso e difuso corte de vinho, que de Bordeaux conquistou o mundo. Ele balança perfeitamente a tanicidade e rusticidade da Cabernet Sauvignon aportando riqueza, elegância e maciez. 

4 comentários:

  1. Parabéns! mais uma interessante aula...aprendo muito lendo suas postagens.

    Uma boa semana.

    Leonor

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Leonor, vc é gentil demais.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!! Simples e direta, assim ficou fácil entender! Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadíssimo, Georgina! Fico muito feliz com seu comentário.

      Se posso sugerir outras matérias neste estilo, confira estas também:

      http://mondovinho.blogspot.com.br/2011/05/11-coisas-que-voce-deve-saber-sobre.html

      http://mondovinho.blogspot.com.br/2010/08/5-coisas-para-saber-sobre-malbec.html

      Grande abraço!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...