terça-feira, 20 de novembro de 2012

4 frasquinhos de tirar o fôlego


Noite memorável na casa dos amigos e colegas Alexandre e Ana Cristina Follador do excelente blog Idas e Vinhas.
O chefe Alexandre preparou sublimes focaccias (de bacalhau e de salame) que acompanhamos com 2 vinhozinhos tops da Borgonha: eu levei um Chablis Grand Cru, os anfitriões abriram um soberbo Premier Cru da Cote d’Or. E ainda teve um fantástico vinho de sobremesa e um belíssimo destilado. Mas vamos por degraus.

Começamos com o meu branco: Domaine du Colombier Chablis Grand Cru Bougros 2008.
O produtor pertence aos “Vignerons Indépendants”, confederação que reúne produtores de toda França, que tem em comum a mesma visão: sem se importar com as políticas/tendências do mercado, tampouco com os críticos internacionais, produzindo vinho com paixão, com respeito do consumidor e do meio ambiente. Ou seja, respeitando a profissão de vinicultor.
Este domaine é specializado em Chablis e este Cru é o seu top de linha. Varietal Chardonnay de vinhedos orgânicos de 15-65 anos de idade, maturado por 12 meses (20% em barrica e 80% em tanque de inox).
A palavra chave é mineralidade. Talvez o vinho mais mineral que já provei. No nariz flores, tomilho e leve picância. Paladar muito macio, de bom volume, com acidez perfeita. Mas a surpresa veio no retro-olfato: nns segundos depois de engulir o liquido sobe toda a mineralidade que faz dos chablis vinhos tão únicos. Persistência longuíssima, realmente impressionante. 


A seguir, um pedaço da historia da França: o mítico Vigne De L'Enfant Jésus, Premier Cru de Beaune Greves, de um dos mais tradicionais (desde 1731) produtores da Borgonha, o Bouchard Père & Fils. Em 1995 o domaine foi adquirido pela famosa casa de chamapagne Henriot, mas a gestão da vinícola continua feita pelo enólogo de família Christophe Bouchard; e depois de mais de dois séculos estes 4 hectares de vinhedo premier cru continuam sendo os melhores da maison.
Interessante a anedota histórica que deu o nome ao rótulo. Parece que a carmelita fundadora da família do Saint Enfant Jésus previu o nascimento do rei Luis XIV, embora sua mãe, a Ana de Áustria fosse estéril. No nascimento do futuro Rei Sol, este vinhedo excepcional, pertencente as Carmelita, tomou o nome de “Enfant Jesus”.
Mas vamos ao vinho. O menino Jesus que tomamos era de safra de 2009, de fato nem um menino, mas uma criança mesmo. Por isto o decantamos uma meia hora (enquanto tomávamos o branco). Mais extraído do esperado mostrou uma cor mais escura e menos transparência do que os pinots da Borgonha costumam ter. Nariz espetacular de bosque com todas as suas frutas, e umas especiarias tipo cravo e estragão. Na boca juntou intensidade e delicadeza, taninos suaves e um leve amargor no final, mas que não chegou a incomodar e que foi ainda atenuado pela comida. Profundo e longo.


O grand finale começou com um Sauternes 2004, também Premier Cru, do Chateau Rayne Vigneau, um dos mais famosos produtores da região desde o século XVII.  
Corte de Sémillon e Sauvignon Blanc, com uma pequena parcela de Muscadelle, as uvas são atacadas pela botrytis cinereadepois fermentadas e maturadas por 18 meses em carvalho e somente no final é feito o corte. Delicioso nos aromas e na boca: damasco, mel, laranja, abacaxi. Doçura nunca enjoativa, balanceada por uma ótima acidez. Perfeito para acompanhar o nosso Stracchino della Duchessa (uma variação do Tiramisù), que a amada Jeane preparou.


E para terminar (e digerir), uma Grappa top, da região italiana de Friuli: a Cru Monovitigno Ribolla Gialla do tradicional produtor Nonino, destilada inteiramente com método artesanal. Com aroma floral, e uma leve maça, foi uma surpresa: delicada e finíssima, embora com seus 45°graus alcoólicos, mostrou muito frescor e elegância. Realmente de primeira.



Enfim, a noite foi sensacional e agradeço aqui publicamente mais uma vez o querido casal Alexandre e Ana pelo convite e por ter proporcionado estes momentos tão agradáveis. 

2 comentários:

  1. Grande Mario!
    Parabéns pelo excelente post.
    Finalmente fizemos uma noite de tops!
    Retratou muito bem a experiência.
    Que venham muitas outras!

    Grande abraço!

    Alex & Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado e parabéns a vocês!
      Com certeza continuaremos neste patamar (ou até melhor)! Agora o processo é irreversível...rsrsrs.
      Grande abraço aos 2!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...