segunda-feira, 16 de junho de 2014

Melhor cerveja custo/beneficio do Brasil

Assistindo ao jogo da Alemanha, me dei conta que faz tempo que não falamos de cerveja por aqui. Então hoje vou lhe dar a minha dica para assistir os próximos jogos germânicos com uma cerveja bem no estilo deles, mas belamente produzida em solo brasileiro.

Se você ainda não experimentou a Eisenbahn, precisa corrigir esse erro imediatamente. Sério, desligue o seu computador / tablet / celular e vá procurá-la agora mesmo. A primeira vez que provei as cervejas da casa estabelecida em Blumenau (SC) nem acreditei que fossem produzidas no Brasil. Seja claro, tem outras boas cervejas nacionais em estilo europeu, mas não nesta faixa de preço: para uma de bom nível vai ter que desembolsar a partir de uns R$12, já com a Eisenbahn você vai se sentir um perfeito alemão pagando menos de R$ 5 para sua long-neck.

Com história relativamente recente (fundada em 2002), a cervejaria já se tornou referência, destacando-se inclusive em vários concursos internacionais. Depois de pesquisas e viagens em cervejarias alemãs, belgas e americanas, com a contratação de um mestre cervejeiro alemão com 30 anos de experiência no setor, consegue hoje produzir cervejas diferentes e gostosas, que ficam num inteligente meio-termo entre o gosto europeu e o brasileiro.



A linha inteira inclui Pale Ale, Kolsh, Dunkel, Weihnachts Ale, etc, e você pode provar qualquer uma destas sem medo pois são todas ótimas, mas as minhas preferidas são:

Weizenbier: De tipo Weiss, ou seja de trigo, é leve e refrescante, mas com boa complexidade. Como não é filtrada, o corpo fica bem opaco e cremoso, com espuma densa. Frutada nos aromas (banana em destaque), mais um caramelo, com toques defumados e de panificação, tem um amargor agradável e um final refrescante.



Pilsen: Leve, tipo Lager, de baixa fermentação, tem cor amarela levemente turva e aromas de laranja e banana. O leve amargor é suavizado pelo malte doce e baixo lúpulo.  


Dunkel: escura, produzida com 5 tipos de maltes importados. Os aromas de café, de torrefação e de chocolate são muito marcantes. Um pouco mais amarga, fica mais gostosa se apreciada em temperatura um pouco mais alta (8-9°).



Strong Golden Ale: a minha preferida, e sem dúvida, uma das melhores cervejas produzidas no Brasil. Encorpada, de alta fermentação e teor alcoólico (8,5%) é elaborada a partir das melhores e centenárias receitas belgas com puro malte de cevada. Nariz cítrico com notas de banana, maça e cravo. Paladar volumoso, com sabor agridoce e final cremoso e agradável amargor. A Duvel do Brasil.



2 comentários:

  1. Grande Mario!
    Minha preferida também é a Strong Golden Ale! Muito boa! Mas quando quero algo mais leve, refrescante, abro uma Kölsch, que acho muito boa também. Puxando um pouco a sardinha para meus conterrâneos, você já experimentou as mineiras Wäls? Também são muito boas (embora mais caras).
    Abraços,
    Flavio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Flavio! Claro, bem lembrado! Curto muito uma Wals, sobretudo a pilsen em estilo tcheco.
      Obrigado por acrescentar mais uma vez o blog com seu conhecimento e bom gosto.
      Abraçao!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...