segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Se esta é a garrafa que salvará o mundo eu prefiro não salvá-lo


Quase ninguém percebeu, mas a partir do dia 22 de agosto passado estamos acumulando dívidas, desta vez não com os mercados financeiros, mas com o planeta em que vivemos. De fato, no dia citado, a Terra “comemorou” o Overshoot Day, o dia em que o consumo de recursos naturais no mundo ultrapassou a quantidade produzida no ano de 2012. Em outras palavras, estamos consumindo mais do que o planeta pode produzir, e nesse ritmo, iremos precisar de dois planetas para atender as nossas necessidades de crescimento.
Um dos piores inimigos do nosso futuro é o CO2, dióxido de carbono, que se acumula na atmosfera, com as sabidas consequentes alterações climáticas. Transportar de um lugar para outro uma embalagem cujo volume seja cheio somente pela metade certamente não ajuda e, as garrafas tradicionais, devido à sua tradicional forma, apresentam este problema de não preencher todo o espaço disponível dentro de uma caixa.

Por isto o designer francês Petit Romain projetou um novo tipo de recipiente para líquidos que vai resolver este problema: a garrafa cúbica. Esta proposta aqui é para cerveja, mas se a idéia pegar, pode ser utilizada também para vinhos e licores. É leve, otimiza os espaços, fica perfeita para ser empilhada, e de fato reduz as emissões no transporto. Mas, temos que admitir que é bem feinha, não acham? 

Por um lado acabou de vez com todo o glamour. “Garçom, por favor, traz um cubo de Château Margaux?” No way...imagine a cena: você convidou aquela linda mulher para um jantar e vai abrir um cubo de vidro que parece mais indicado para óleo de motor que para bebidas...

Por outro lado você estaria ajudando o planeta e ainda já pensou no espaço economizado em casa? Na sua adega iam caber muitas mais garrafas.

Enfim, por enquanto é apenas um protótipo e somente o tempo nos dirá. Até então qual é a sua opinião à respeito?

2 comentários:

  1. Caro Mario,
    Eu sou um pouco reticente até em relação às Screw Caps, embora elas sejam funcionais. Nada como o ritual de sacar a rolha... Imagina quanto a estes cubinhos? Só se não tivesse mesmo jeito e trouxessem o vinho já dentro da taça, deixando o danado do cubinho escondido dentro da adega...rs. Imagina então um Cubo Magnum? Ou Jeroboam?
    Abraços,
    Flavio

    ResponderExcluir
  2. Ahaha, Flavio! Um cubo jeroboam eu ia usar em casa como puff e sentar em cima...rsrsr
    Obrigado por visitar e comentar.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...