quarta-feira, 6 de julho de 2011

Um vinho "explosivo"...

A localização é no maior vulcão da Europa entre rochas pretas e areias; as uvas são autóctones e quase desconhecidas por aqui; as dificuldades de obter bons resultados são grandes e constantes; escassez de água; bastante calor de dia e muito frio de noite, com brisa do mar perto (ademais, temperaturas sempre mutáveis, pois o vulcão é ativo).
Mesmo nestas condições extremas, os vinhos (tintos e brancos) produzidos nesta denominação de origem são certamente notáveis e bastante singulares.

Estou falando do Etna, no sul da Itália, mais precisamente na Sicília. Por causa das dificuldades acima citadas, fala-se por lá em “criação” das videiras e não de “cultivo”, pois o trabalho do homem deve ser bem primoroso e requer estudos aprofundados do terroir.

Um bom exemplo é este Etna D.O.C. Rosso Di Verzella, do Benanti, um dos maiores e mais tradicionais (150 anos de história) produtores da região.

Elaborado com um blend de duas uvas locais de vinhedos de 40 anos de idade: a tanicidade da Nerello Mascalese, balanceada pela maciez do Nerello Cappuccio, maturados 8-10 meses em barricas de carvalho criam um vinho muito elegante e equilibrado.
De cor clarinha (lembrando um pinot noir), a salinidade do solo vulcânico traz aromas e sabores minerais e elevada acidez, o clima proporciona fruta madura e quentes nuances de especiarias, já a madeira adiciona complexidade, leve toque tostado e baunilha. Taninos um pouco secantes, mas finos.

Um vinho diferenciado com particular vocação gastronômica.

Voto gringo: 7

Vinho: Etna D.O.C. Rosso Di Verzella 
Safra: 2005
Produtor: Benanti
País: Itália
Região: Sicilia
Uvas: Nerello Mascalese, Nerello Cappuccio
Teor Alcoólico: 13,5%
Importadora: Enoteca Fasano
Custo médio: R$ 89,00

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...