quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Teste: descubra se você é um Wine-Nerd


Vamos combinar que todos nós, amantes da bebida de Baco, somos um tanto fissurados com as práticas vínicas. Quem mais, quem menos (mas os “quem menos” vão logo mudar o status para “quem mais”), tem as próprias manias quando o assunto é vinho. Inspirado por este post publicado no blog americano Wine Folly, ampliei e adaptei a matéria para os nossos hábitos verde-amarelos, então seguem os 13 indícios para saber se você é um Wine-Nerd.

    1) Aquecimento global. Se faltar a luz, sua primeira preocupação são os vinhos na adega sem a devida climatização.
   2) O mundo gira. Se for uma taça, você a gira, quaisquer seja o conteúdo. Desde suco, refrigerante, ou até água, o movimento é um reflexo involuntário, eu sei. E se brincar, ainda leva a taça de água até o nariz, para depois descobrir que tem aroma nenhum.
3) Organização multimídia. Você tira fotos de todos os rótulos que experimentar (e também de alguns que ainda não experimentou) e as cataloga em uma pasta do seu smart-phone. Os mais diligentes têm um programinha ou um arquivo Excel onde colocam lugar e data da prova, impressões de degustação, preços e notas.
4) Viajar é tudo de bom. Quando estiver viajando, ou conhecendo um novo lugar, o roteiro do dia passa “casualmente”, no horário de almoço e jantar, perto dos endereços com as melhores cartas de vinho.
5) MBA em harmonizações. No restaurante você escolhe os pratos na base do vinho que está a fim de tomar e não vice-versa.
6) Maridinho exemplar. Levar a mulher para o shopping? Com o maior prazer, contanto que o shopping em questão esteja equipado com uma boa loja de vinhos.
7)  Putz, se fosse um ano antes! Você ficou triste em descobrir que o ano do seu nascimento não foi uma boa safra.
8)  Memória de elefante. Você sabe enunciar todos os Grand Crus de Bordeaux, mas não lembra o seu próprio numero de telefone.  
9)  Maridinho exemplar 2. Você faz questão de lavar as taças pessoalmente, pois acha que sua mulher exagera com o detergente, cujo cheiro vai afetar as percepções sensoriais do próximo vinho.
10)Peregrinação religiosa. Nem todos os convidados para sua residência são obrigados a “visitar” sua adega, mas o coitado escolhido da vez é forçado a escutar, em religioso silêncio, aborrecedoras declamações sobre as histórias de suas garrafas.
11) Que grosseria! Você se incomoda com o fato que os convidados ao seu jantar prefiram até mesmo falar ao invés que beber, o que impede que você abra mais uma garrafa. Estes seres nunca mais serão convidados para sua casa.
12)  Democracia, sem discriminações. Você compra e estoca vinhos para tomar com os “entendidos” e outros vinhos para tomar com o “povo genérico”.
13)  Happy hour. Espumante está isento da regra de “Não bebo antes da 17:00h”.

E aí, se reconheceu? Inútil dizer que eu tenho quase todos estes tiques, e aposto que até esqueci alguns. Quem me ajuda a completar o elenco?
Na foto abaixo o capacete essencial para a nossa sobrevivência. 



3 comentários:

  1. Excelente post, Mario ! Fiz 10 em 13 - mas prometo tentar melhorar ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá bom, Nivaldo, por enquanto é suficiente, mas vê se se dedica mais! Pois não basta ter talento, mas tem que ter doutrina. Rsrsrsrs
      Grande abraço, meu amigo!

      Excluir
  2. hahahhah... Eu também fiz dez, mas considerei o post que fala do maridinho afinal, apesar de não ser homem, ajo da mesma forma...
    Beijo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...