terça-feira, 21 de novembro de 2017

Abre o primeiro parque de diversão eno-gastronômico do mundo!





Já foi apelidado de “a Disneyland da enogastronomia”, mas no lugar do Mickey tem um figo como símbolo. No último dia 15 de novembro abriu oficialmente as portas o primeiro parque temático inteiramente dedicado ao mundo agro-alimentar. Diferente de outros parques o ingresso é gratuito, mas a diversão é garantida da mesma forma. Onde podia acontecer isto senão na Itália? E não por acaso numa das cidades mais famosas pela sua culinária: Bolonha.



Mas o que é exatamente este parque? Alguns de vocês já devem ter entrado numa das lojas da Eataly espalhadas pelo mundo (de Nova York a Toquio, passando por São Paulo). Pois bem, pegue uma destas lojas, multiplique x 10, adicione campos, fazendas, vinhedos, oliveiras, fabricas artesanais e mais dezenas de atividades divertidas e didáticas.

O FICO Eataly World nasce de uma joint venture entre a citada Eataly e a Coop (cooperativa italiana que reúne dezenas de produtores, distribuidores e varejistas de alimentos). FICO significa “Fabbrica Italiana Contadina”, mas joga também com a palavra que em italiano indica o figo, mas também uma gíria par indicar algo que é bem legal, bacana, o equivalente do inglês “cool”.

Alguns números para dar a ideia da majestosidade do projeto:

O parque ocupa 10 hectares, sendo 2 ao ar livre; 90mil metros quadrados de superfície comercial; 32 espaços de produção; 47 restaurantes; 9 mercados, um cinema, um teatro, um centro convenções, 200 animais numa fazenda didática and much more.

- Para facilitar seus deslocamentos de uma parte a outra do parque tem triciclos equipados com cestas para compras e compartimentos para conservar a comida refrigerada



- Encontrará várias fábricas (de massas, pães, doces, azeites, vinho) que irão mostrar todo o processo de produção a partir de onde vem o produto até chegar ao seu prato


- No meio das fábricas, centenas de mesas, dezenas de restaurantes, que servem comidas de todo tipo e para todos os bolsos: de street food a alta gastronomia (inclusive com filiais de uns restaurantes estrelados)  

- 6 atrações interativas que relacionam o homem com a terra, com o mar, com o fogo, com os animais, e finalmente, com o futuro do planeta




- Visitas guiadas dos dois hectares dedicados a campos e estábulos, onde crescem as principais variedades da agricultura italiana e pastoreiam 200 animais de raças nativas, como vacas, cavalos, cabras, galinhas, etc.


- Cursos, workshops e aulas sobre variados assuntos: você pode aprender sobre trufas ou sobre jardinagem, produzir seu queijo ou seu sorvete. As ofertas são inúmeras e mudam periodicamente

- A enorme loja do Eataly: 2500 mt quadrados de azeites, massas, carnes, cafés, queijos e vinhos que você viu ao longo do percurso. Mais um grande departamento dedicado a produtos de casa, eletrodomésticos e utensílios de cozinha.

- Interessante e útil, se estiver com pouco espaço nas malas: antes da saída vai encontrar um ponto de embalagem oficial do Correio (Poste Italiane), para o envio das compras em qualquer lugar do mundo. E ainda com o reembolso dos impostos, como nos aeroportos.

- E, se você não pretende comprar nada, vai poder se entreter de qualquer forma nas várias áreas de lazer que incluem cinema, teatro, academias, playgrounds, quadras de futebol, ou de beach volley com areia verdadeira trazida da costa. A ideia é tornar o parque um ponto de encontro e de distração para ser frequentado todo dia e a qualquer hora, para um jogo de frescobol com os amigos ou para uma aula de tango, para ver como se cria um charuto artesanal ou para cortar o cabelo num salão “orgânico”.



Eo Vinho?

Indo para a parte que nós interessa mais de perto: a sagrada bebida.

Você poderá literalmente produzir o seu próprio vinho a partir de uvas do vinhedo externo plantado com 40 variedades italianas. 



Já nas prateleiras há mais de 1500 rótulos de centenas de produtores, mas com foco nos 52 principais parceiros chamados de mais “cool” (obviamente lideram Borgogno e Fontanafredda, de propriedade do patrão de Eataly, mas também grandes nomes como Antinori, Frescobaldi, Planeta, Ceci, Falesco, Grattamacco, il Poggione, La Spinetta, Castello di Ama, Feudi San Gregorio, etc). Cada uma dessas vinícolas tem uma barrica de envelhecimento dentro da estrutura e vinhos para venda em taça em todos os espaços de consumo, além de wine-dinner semanais com a presença do enólogo.

Além disso, são disponíveis cursos, aulas, masterclasses e degustações diárias. Mas se quiser apenas provar algo terá 100 rótulos à disposição para degustação em taça (em Enomatic) com preços que variam de 4 a 50 euro.


No próximo post: algumas informações práticas para programar sua visita ao parque.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...