quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Os 10 vinhos italianos mais aclamados pela crítica inteira


Comparar as listas dos melhores vinhos entre diversas publicações é um exercício que deixa certamente perplexo: os resultados são frequentemente destoantes ou no mínimo bem diferentes. O melhor vinho para a revista X não é nem citado nos primeiros 100 do guia Y e por aí vai. Isto por vários motivos, tipo:

·        *  Nem todas as vinícolas enviam as amostras para todas as publicações
·        *  Os vinhos foram degustados em momentos e situações diferentes
·        *  Diferentes sistemas de degustação e avaliação
·        *  Interesses e parcerias comerciais (inútil negar a evidência)
·        *  Cada degustador tem um paladar diferente de outro
·         * ....(complemente você mesmo)

Mas quando todos os guias confirmam a mesma opinião sobre um rótulo então é sinal que ou todos os pontos listados acima foram devidamente se encaixando por alguma razão, ou muito mais simplesmente porque o vinho é bom mesmo.

Olhando para o meu quintal chamado Itália, por lá existem várias publicações, todas de certa relevância e com o próprio público cativo, como Gambero Rosso, Slow Wine, L’Espresso, Veronelli, Luca Maroni, Doctor Wine, Vitae, Bibenda, Veronelli, Touring Club e mais algumas. Pois bem, previsivelmente a lista dos melhores do ano deu resultados totalmente diferentes em cada uma delas. Mas alguns vinhos constam em todas elas. Então, esperando as novas listas para o 2018, selecionamos aqui os 10 vinhos italianos que conseguiram agradar toda a imprensa especializada em 2017 (5 tintos, 2 brancos, 1 rosé,  1 espumante e 1 de sobremesa):



- Monprivato in Castiglione Faletto 2011 Mascarello Giuseppe e figlio Barolo
- Barbaresco Rabaja 2013 Giuseppe Cortese
- Chianti Classico 2014 Badia a Coltibuono
- Montepulciano d’Abruzzo 2012 Valentini
- Etna rosso 2015 Pietradolce
- Tauma 2015 Pettinella
- Verdicchio di Matelica 2015 Collestefano
- Fiano di Avellino 2014 Rocca del Principe
- Franciacorta Dosage Zéro Noir 2007 Ca’ del bosco
- Passito di Pantelleria Bukkuram “Padre della vigna” Marco De Bartoli

E agora hein...? Será que eles estão realmente certos? Muitos destes rótulos não estão à venda no Brasil, já os restantes são muito caros por aqui. Portanto só nos resta que fingir que concordamos e voltar aos nossos vinhozinhos do dia-a-dia 😉

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...