quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Quanto custa comer e dormir nas vinícolas de Bordeaux

Visitar Bordeaux deveria ser se não uma obrigação pelo menos um objetivo, uma meta que qualquer enófilo digno deste nome deveria se impor. Centro de gravidade para todo o vinho francês, é pátria de alguns dos vinhos mais badalados e requisitados do mundo. Nós visitamos em 2015 e foi incrível (confira aqui algumas das visitas).

Hoje a cidade hospeda também La Citè du Vin, espetacular museu futurista em vidro e alumínio que conta em high-tech a história do vinho. Além de mais a cidade é linda (com seu centro histórico Patrimônio da Humanidade, tombado pela Unesco) e já foi eleita melhor destino da Europa pela sua exuberante vida cultural, que inclui obviamente boa gastronomia  combinada com belos vinhos.
Pessoalmente me hospedei na cidade e ia cotidianamente às nas áreas das melhores denominações, mas também há diversas opções para quem quiser ficar diretamente dentro das vinícolas, em suntuosas residências rodeadas por vinhedos e esquecer da vida. Então, com a ajuda de Bloomberg  vamos aqui listar umas possibilidades.

Château Pape Clément
Um dos primeiros a investir em enoturismo nos chateaux foi o Bernard Magrez (um dos maiores nomes do mundo do vinho, diga-se de passagem). Só em Bordeaux ele possui 3 propriedades (e muitas mais mundo afora), onde é possível reservar um quarto, jantar, assistir a palestras, participar de harmonizações com caviar, fazer um tour na cidade de Rolls-Royce com motorista particular ou por cima dos vinhedos em helicóptero.
A mais bela fica em Pessac e, o famoso Pape Clemant: castelo neogótico (já residência do Papa Clemente V) rodeado por vinhedos, tem um jardim com oliveiras milenar, uma estufa desenhada nada menos que por Gustave Eiffel e pavões majestosos que circulam livremente.
Você pode ficar em um dos seis quartos ricamente decorados, cercado por lindas pinturas e vistas deslumbrantes, tomar café da manhã com o mel produzido pelas abelhas do castelo, um mordomo estará à sua disposição para organizar o jantar no restaurante com 2 estrelas Michelin do famoso chef Pierre Gagnaire  na cidade para comer o famoso ravioli de foie gras com ruibarbo defumado ou um jantar harmonizado no próprio chateau.

Preços: quarto duplo de 200 a 405 euros; uma estadia de três dias (duas noites) com um jantar no castelo e uma no restaurante Pierre Gagnaire custa 1.150 euros por pessoa



Château Siaurac
Para um almoço no fim de semana vá para a comuna de Lalande de Pomerol. Ali o François Pinault, mesmo proprietário do Chateau Latour reformou a vinícola, o castelo e os vinhedos do Siaurac. A sala é enriquecida por uma fascinante coleção de quadros e de cartas escritas por famosos artistas e músicos e ali pode se deliciar saboreando um carpaccio de dourado e melão ou um prato de cordeiro aromatizado com tomilho acompanhado pelas melhores safras do tinto ícone da casa. Depois da refeição pode andar pelos lindos jardins, jogar petanca ou pegar o carro e chegar à mítica cidade medieval de St. Emilion para jantar no novo restaurante de propriedade do Chateau Angelus, o Logis de la Cadène, que abriu em 2015 e já ganhou uma estrela Michelin em 2017.

Preços: Jantar para dois e uma noite no castelo, € 396; só almoço ou jantar, € 64 mais vinho



Château Troplong Mondot
Sempre na área de Saint-Emilion, um Grand Cru Classé da região. Nos meses mais frios a aconchegante sala de jantar do restaurante estrelado Michelin é perfeita com sua lareira em madeira esculpida, mas nos dias mais quentes não há lugar melhor que a varanda com as plantas de lavanda com vista para os vinhedos.
No cardápio, terrine de escargot  com trufas, peito de pombo (pigeon) com pistache grelhado ou bacalhau selvagem em rúcula. A lista de vinho inclui também rótulos que não são do Chateau, mas a pergunta pra mim é: por que?
Se quiser pernoitar há 6 quartos disponíveis em estilo rural, sendo os mais charmosos dentro de uma fazenda de campo toda em pedra no meio dos vinhedos.

Preços: 3 opções de menu fixo de almoço e jantar de 60, 85 e 150 euros mais vinho. Quarto duplo de 160 a 370 euros.


Château La Dominique
Se voce adora arquitetura moderna não pode perder este Chateau com as paredes exteriores formadas por laminas de aço vermelho que contrastam com a vegetação circunstante. Seu restaurante La Terrasse Rouge, é o mais badalado do momento. Informal e barulhento, muito frequentado pelos enólogos da região, oferece comida com preços de simples bistrot numa sala ampla e com mesas compridas.
Melhores pedidas são as ostras, os frios e o l’entrecôte grillé com batatas fritas para saborear possivelmente no deck cobertura onde o piso é formado por cacos de vidro vermelho lembrando bagos de uva. Ali pode degustar uma ampla variedade de vinhos franceses e comer com a vista do telhado florido do vizinho, o lendário Château Cheval Blanc.

Preços: almoço clássico 28 euros; almoço ou jantar gourmet 39 euros


Château Cos d’Estournel
Já para a sua visita de mil e uma noites tem que ir até Saint-Estèphe para o Château Cos d’Estournel. A mais exótica vinícola de Bordeaux é um castelo decorado com pagodes, sinos e um pátio protegido por elefantes de pedra. Você pode se hospedar diretamente na mansão privada do proprietário, composta por 6 quartos e com uma equipe de 6 pessoas a sua disposição. A brincadeira vai lhe custar apenas 20mil dólares por noite, mas a boa noticia é que você pode levar mais 15 pessoas e rachar o custo final.
Os quartos mantêm o estilo asiático do castelo, com portas esculpidas de Rajasthani, banho turco (hammam) com piscina coberta e sala de jantar decoradas com estampas chinesas.
Um chef privado faz comidas com base no que ele encontra no mercado local, sutilmente harmonizado com o famoso Grand Cru Classé da propriedade que também produz brancos sensacionais. Prove a fricassee de lagosta azul em molho de Sauternes, o caviar local d'Aquitaine e a suculenta costela de cordeiro.
No entanto o sempre atencioso staff vai organizar os seus tours pela região e degustação das safras mais raras do grande Bordeaux.
No começo deste ano um americano de 30 anos reservou o Chateau inteiro para pedir a namorada em casamento. Estranhamente ela aceitou.
All’inizio del 2017, un americano di 30 anni ha prenotato il castello per chiedere la mano alla fidanzata. Che, neanche troppo stranamente, ha accettato.

Preços: 20,000 dolarés por noite.




Veja também:

Conhecendo de perto o mito: Château Margaux

Visita ao Château Figeac, Premier Grand Cru Classé de Saint Emilion

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...