segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Novidades italianas no Brasil! Confira


Recentemente tivemos a satisfação de apresentar o lançamento de uns novos rótulos italianos no Rio, em parceria com a importadora paulistana Vinos e Vinos. Vinhos do Veneto, região bem cara aos enófilos brasileiros: em primeiro lugar porque é principalmente de lá que vem a tradição vitivinícola do Brasil e também porque o perfil mais internacional dos vinhos venetos caiu bem no paladar brasileiro.

A vinícola se chama Cantine Riondo e é uma das mais importantes realidades do nordeste da Itália, possuindo vasta linha de produção que contempla muitas denominações, indo de prosecco a vinhos doces.

Castelforte é a linha dedicada aos vinhos premium (de alta gama) da empresa, com vinhedos situados no coração da Valpolicella, a mais icônica sub-região do Veneto. O nome da vinícola é uma homenagem ao vizinho castelo da cidade de Soave, que é ao mesmo tempo também uma cidade fortificada: a fusão dos dois conceitos deu origem a palavra Castelforte.

A apresentação aconteceu como de costume no showroom da Saudavel On Line, em Botafogo. Pela ocasião foi servido um jantar harmonizado preparado pelas sábias mãos do chef David Jobert, foi um sucesso absoluto: as 20 vagas foram preenchidas em 24 horas e ficamos com mais de 15 pessoas na lista de espera.

Os vinhos apresentados:

- Castelforte Pinot Grigio dele Venezie 2013
Aromaticamente intenso com frutas cítrica e notas de sálvia, na boca fresco e longo. Um dos raros casos em que um branco (historicamente refratário ao gosto brasileiro) foi sucesso de venda do evento. Muito bom mesmo

- Castelforte Corvina Veronese IGT 2010
Leve mas com boa complexidade (Corvina é a uva que da estrutura no corte clássico junto com Rondinella e Molinara). Cereja e amora, com notas de baunilha e especiarias doces. Bastante saboroso.
- Castelforte Valpolicella Superiore D.O.C. 2012
Talvez o mais elegante do painel. Estruturado, mas mantendo certa delicadeza, com nariz de mirtilo, alcaçuz e eucalipto. Macio com taninos redondos e ótima acidez. Top da denominação.


- Castelforte Valpolicella Ripasso D.O.C. 2012
A tradicional técnica do Ripasso cria verdadeiros mini-Amarones, pois o mosto fica fermentando com as borras do seu irmão maior (ou seja re-passa), conferindo maior álcool, complexidade e aromas. Rico em fruta vermelha e aromas defumados, na boca é encorpado e aveludado. Belíssimo tinto.
- Castelforte Amarone dela Valpolicella D.O.C.G. 2011
A estrela da noite não desapontou e, mesmo sendo o vinho mais caro do painel, foi o mais vendido no final do evento. Produzido com a clássica técnica do Appassimento, onde as uvas são parcialmente passificadas em esteiras ao ar livre antes da fermentação, para que o mosto fique concentrando açúcares (portanto álcool), corpo e aromas. O Amarone é um dos vinhos mais icônicos de toda a produção top da Itália, e este exemplar faz jus ao seu nome. Fruta silvestre intensa, ervas aromáticas, especiarias, terra molhada, café, tabaco, caramelo. Espetacular.
Os vinhos da vinícola Castelforte estão a venda na Saudavel On Line.

Veja a seguir mais fotos do evento.

O cardápio 

O chef David Jobert mãos as obras

Finalizando polenta e cordeiro

Mini-tiramisú

Falando da viticultura italiana

Entrada deliciosa


Apresentando a vinícola

Salute!

Os responsáveis pelo evento: Paulo Uchoa, Tom Meirelles, David Jobert, Izabella Breves e Mario Mondovinho


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...