sexta-feira, 15 de junho de 2018

Um estilo único e espetacular


A uva Sémillon (ou Semillion) é conhecida pela sua utilização na região de Bordeaux. Nativa de Saint Émilion (daí o nome), mas é principalmente nas áreaa de Pessac-Leognan (Graves) e Sauternes que origina respectivamente alguns dos melhores vinhos brancos e de sobremesa do mundo.

Existe, porém, um estilo de vinhos produzidos com Sémillon varietal 100% e seco, não tão conhecido, mas totalmente diferente e único no mundo, que vem ganhando popularidade e merece certa atenção. Falamos dos Sémillons da Hunter Valley

Estamos no sudeste da Austrália, precisamente na região de New South Wales, a cerca de 250 km ao norte de Sidney. Aqui o clima é quente e úmido, supostamente não propicio para produção de Sémillon de qualidade. E de fato esta uva aqui cresce naturalmente sem muita expressão. Os vinhos resultantes costumam ter alta acidez, ser fracos em cor, corpo e álcool, e desenvolvem aromas e sabores neutros. Mas os enólogos locais fizeram uma descoberta e tanto: estes vinhos evoluem incrivelmente em garrafa por décadas, ganhando cor dourada e um leque aromático-gustativo de nozes, mel, notas tostadas, quase como se tivessem passado em madeira.

Praticamente, depois da vinificação os vinhos são rapidamente engarrafados; daí em diante o único protagonista é o tempo, que torna estes brancos anônimos em belíssimos caldos complexos e estruturados.

Pena que por enquanto é ainda uma categoria difícil de encontrar nas lojas comuns, mas fiquem de olho, pois estes vinhos são já considerados como a jóia da coroa australiana e têm tudo para se tornar the next big thing, uma nova tendência mundial, inclusive porque tem (ainda!) preços acessíveis.

Provei um bom exemplar no curso WSET nível 3 que recentemente fiz em Milão. Precisamente este: Mount Pleasant Elizabeth Cellar Aged Semillon 2009




A Mount Pleasant fica no coração da Hunter Valley e é uma das vinícolas mais tradicionais da região. Fundada em 1921 pelo então jovem enólogo Maurice O'Shea, que acabou se tornando  uma das mais importantes personalidades do vinho australiano, uma verdadeira lenda.

Também neste caso as uvas de Semillon são colhidas com alta acidez e poucos açucares (resultando em apenas 10,5% de álcool), esmagadas mantendo o mínimo contato com as cascas, fermentadas em tanque de aço e o vinho resultante é imediatamente engarrafado.

Com 9 anos de vida ele ainda está em plena fase evolutiva, mas se encontra num momento interessante, intermediário, onde a fruta ainda abundante (limão, tangerina, maçã, pêssego) vai mudando devagar para nozes, avelã, castanhas, mel e defumado, num fundo de pedras molhadas. A acidez está mais amigável, mas ainda viva carregando toda a estrutura num corpo médio que confirma no palato as sensações olfativas, indo para um final de boa persistência. Intenso. Ainda vai longe.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...