quarta-feira, 17 de julho de 2019

O estranho caso do colapso das videiras na Califórnia


Ha algum tempo na Califórnia está ocorrendo um caso estranho e misterioso de morte súbita das videiras. A questão é muito complexa porque as causas são totalmente desconhecidas. 

Mas vamos por degraus. 

A partir de 2013, este fenômeno, definido como o “colapso da videira” ou “infarto da videira” ocorreu de forma esporádica em diferentes áreas da costa central da Califórnia. 

Mas recentemente vem aumentando, de modo que uma equipe de pesquisadores da University of California finalmente iniciou um estudo científico das possíveis causas por trás dessa ameaça. O número de produtores relatando danos crescentes chegou em torno de 20 e, portanto, a Lodi Winegrape Commission solicitou ação concreta. Outras descobertas foram relatadas nos vinhedos do delta de Sacramento-San Joaquin, Monterey, Modesto e outras localidades do Vale Central. 

A equipe de pesquisa confessa certo desanimo, pois no momento, não pode fazer nada além de estudar o fenômeno e, em particular, a sua manifestação. 

É como se as videiras tivessem queimadas. A planta é atingida nas folhas, que parecem literalmente sofrer uma combustão. A seguir, dentro de dez dias, a planta sufoca-se até colapsar irreversivelmente. O tronco dá a impressão de ter sido exposto a altas temperaturas. 

A hipótese é que não haja uma causa única, mas que dois ou mais fatores em conjunto enfraqueçam a planta até levá-la à morte. De fato, segundo os estudiosos, o colapso apareceria em um fenômeno quase repentino nos períodos entre abril e setembro, quando as folhas começam a engrossar. 

Na França, onde ocorreram circunstâncias semelhantes, argumentam que esse declínio da videira está ligado a vários fatores complexos, como doenças, práticas agrícolas ou secas ligadas às mudanças climáticas. Já alguns viticultores italianos relatam casos parecidos durante conversão dos vinhedos de regime convencional para biodinâmico. 

Mas por enquanto é ainda difícil de definir: de fato estamos apenas no início desses estudos e saberemos mais no futuro.

2 comentários:

  1. Interessante essa observação. Vamos ver com as videiras dos produtores brasileiros, se comportam aqui nos trópicos.

    Muito bom o seu blog. Obrigado por postar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pela leitura e pelo seu comentário.
      Abraço

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...